Tá na noite: conheça o produtor e DJ do Club Yacht Renan Martelozzo

Créditos: Facebook/Reprodução

Vamos falar a verdade, quantas pessoas você já não conheceu nas noites de São Paulo e simplesmente não consegue lembrar porque estava transtornado? Pensando nisso, além de te falarmos dos melhores rolês da cidade, vamos te apresentar algumas pessoas legais e fervidas, começando pela equipe do Club Yacht. Novatos, peguem seus cadernos para a aula Fervo History, hahaha.

Nosso primeiro convidado para esse bate-papo foi DJ e produtor de eventos Renan Martelozzo. Com seis anos de trajetória profissional, ele produz as festas Quédize (QDZ) e Trevo, duas noites da programação do barquinho mais eclético de São Paulo, o Club Yacht.

Renan Martelozzo | Créditos: Facebook/Reprodução

 

  Como você se define profissionalmente e em quais áreas você atua?

Sou DJ e produtor de eventos desde 2012, ano em que me joguei de cabeça na noite. Além de tocar em diversas festas da cena pop de São Paulo, produzo a festa Quédize (QDZ) e a festa Trevo, ambas residentes no Club Yacht.

Quais os momentos mais marcantes da sua carreira?

Já viajei pra algumas cidades do Brasil pra tocar, mas jamais esquecerei a minha primeira vez em Belém, foi algo surreal, a energia da galera, a receptividade, parece que ali tive a certeza que tava no caminho certo! Lembro também do dia que recebi uma ligação da produção do humorista Paulo Gustavo, fui convidado pra abrir as apresentações do espetáculo “220 Volts” na temporada inteira em São Paulo. À partir dali muita coisa bacana  aconteceu. Tive a oportunidade de tocar na edição da Parada LGBTQI de São Paulo em 2017 pra um público estimado em 3 milhões de pessoas, integrei o line up de DJs da primeira edição do Milkshake Festival e à convite da produção da cantora Anitta, fui convidado pra abrir o show dela, Cláudia Leitte e Karol Conká na festa Combatchy.

Conte um pouco sobre os projetos que está trabalhando no momento.

Produzo a festa QDZ junto com meus sócios desde 2012 e a festa Trevo, ambas residentes no Club Yacht. A QDZ é a queridinha da galera que gosta de se jogar sem culpa, a pista é regada à muito pop e funk na medida certa. A Trevo é destinada à galera que curte um bom house e um bom disco que flertam na pista com o pop.
Iniciei à pouco um projeto com meu amigo Leandro Buenno, ele que é cantor e também DJ, sempre foi um parceiro que me identifiquei, sonoramente falando. Temos um gosto muito parecido e criamos o duo “KIDZZ”, nossa aposta é trazer um frescor e mais diversidade nos sets de pop brincando com remixes e músicas consideradas “b side”.

 Quais os maiores desafios enfrentou na sua carreira?

Eu saio desde muito cedo, brinco que sou um dos filhos perdidos do extinto Clube Glória. Sempre admirei muito a galera que tocava nessa época, o meio era extremamente fechado e trabalhar de noite não era tão fácil como atualmente. Encontrei muita resistência da galera que tava no rolê antes de mim, tive que suar a camisa pra conquistar meu espaço. Minha família também levou um tempo pra reconhecer o meu trabalho e isso só me motivou à ser uma pessoa determinada. Tive que provar pra minha família, pra galera que mandava na noite e pra mim que eu era capaz!

 Há algo que gostaria de acrescentar?

A noite me ensinou muita coisa! Me ensinou que a gente não precisa puxar o tapete de ninguém pra conquistar as coisas. Um bom trabalho, simpatia, dedicação e amor são alguns dos itens que eu priorizo no meu trampo e que acredito que fazem toda a diferença. Música é vida, a música une as pessoas e esse é o meu trabalho, unir as pessoas, fazer com que elas tenham a melhor noite da vida delas e que comentem durante a semana sobre as horas que estiveram na minha festa e ouvindo meu som.

Deixe uma resposta

Baixe a segunda edição da Revista Clubbing

Vai chegar no seu email!

X