Há 35 anos Madonna dava os primeiros passos rumo ao seu reinado na música pop

Foto: Gary Heery

Há exatos 35 anos, a rainha do pop Madonna nascia para a indústria musical com seu álbum autointitulado. Com pouco mais de 40 minutos de duração, o compilado carregava oito faixas na tracklist e escondia duas músicas bônus que foram só o começo para a jornada de conquista da música pop que Madonna lançou-se com apenas 24 anos.

O álbum foi um sucesso estrondoso! Aventurando-se na descontração do funk americano, Madonna chegou na indústria musical mostrando ter um potencial grande e, bem, o resultado nós vemos hoje pelo tamanho da aclamação que a cantora recebe. Mas no início dos anos 80, a popularização de um artista não acontecia com tanta rapidez como vemos hoje. O álbum estreou na Billboard 200 em 1983, mas muito próximo do final da tabela. Foi só no final de 1984 que Madonna chegou a sétima posição da tabela.

Os singles

Madonna – Everybody

Cantada e composta por Madonna, a faixa “Everybody” é uma verdadeira convocação a ocupar a pista de dança. A música fez-se um perfeito cartão de visitas ao reinado que Madonna começava a construir, já que além de cantora, ela é bailarina e a música destacou sua relação com ritmos mais dançantes. Mas vale pontuar que não foi um sucesso comercial.

Madonna – Burning Up

O segundo single chegou a posição #3 na tabela Billboard Hot Club Dance Play. A música cumpriu bem o papel de dar continuidade a apresentação de Madonna como artista, revelando já uma faceta mais pop da cantora.

Madonna – Holiday

Impossível ler o nome da música e não começar a cantarolar mentalmente. Chi-cle-te, rainha das músicas catchy. Com temática descontraída que faz jus aquele sentimento de clamor por um feriado, a música intensificou drasticamente a popularidade de Madonna e foi seu primeiro sucesso comercial massivo.

Madonna – Lucky Star

O quarto single também é um dos mais memoráveis da carreira de Madonna. Tanto que a música já ganhou algumas versões: em 1990 foi regravada para um coleção de hits da rainha da música pop; depois, com o lançamento do álbum Confessions On A Dancefloor (2005), a cantora modificou mais uma vez a canção durante a turnê do compilado, acrescentando samples do ABBA.

Madonna – Borderline

Completamente escrita pelo produtor do álbum, Reggie Lucas, “Borderline” carrega vocais mais expressivos e isso elevou a música aos olhos dos críticos contemporâneos ao lançamento. O single foi o primeiro de Madonna a chegar no top 10 da principal tabela da Billboard, a Billboard Hot 100.

Deixe uma resposta

Baixe a segunda edição da Revista Clubbing

Vai chegar no seu email!

X